segunda-feira, 28 de julho de 2014

Gaturamo verdadeiro: Um exímio imitador




O gaturamo-verdadeiro é uma ave cujo nome significa: do (grego) euphonia, euphony = excelência do tom; e do (latim) violacea, violaceous, viola = da cor da violeta. ou (ave) cantora violeta. Também é conhecida pelos nomes de bonito-lindo, gaturamo-imitador, gaturamo-itê, Guiratã (nome para a fêmea, no Rio de Janeiro), guipara e gaipava (nomes atribuídos à fêmea em Santa Catarina), guriatã (Maranhão), guriatã-de-bananeira (Pernambuco), tem-tem-de-estrela e tem-tem-verdadeiro. O gaturamo-verdadeiro mede entre 11 e 12 cm e pesa cerca de 15 g (macho). A espécie apresenta dimorfismo sexual: O macho tem as partes superiores azul-metálicas, uma mancha amarela na testa e as partes inferiores amarelas e a fêmea apresenta as partes superiores verde-oliváceas e as inferiores amarelo-oliváceas. Um dos melhores imitadores. Um único macho pode se manifestar em poucos minutos na voz de 10 a 16 espécies de aves diferentes. São imitações perfeitas, mas traduzidas para sua própria força vocal reduzida. O repertório do gaturamo se torna a cópia fiel da avifauna da região em que vive. São aves sociais, que se alimentam de frutos e consomem insetos apenas raramente.  Possui moela degenerada, ou seja, baixa capacidade de processamento mecânico dos alimentos ingeridos. O alimento é pouco aproveitado e eliminado poucos minutos após a ingestão.  Atinge a maturidade sexual com 12 meses.  Os ninhos são construídos em cavidades em troncos. Cada postura tem em média quatro ovos brancos, pintalgados de vermelho, e incubados apenas pela fêmea durante 15 dias, tendo de 2 a 3 ninhadas por temporada.  É comum em bordas de florestas, florestas de galeria, clareiras, jardins, plantações de cacau e citrinos, fruteiras em plantações, árvores densas em parques, evitando áreas abertas mais áridas. Vive aos pares ou em pequenos grupos e junta-se com frequência a bandos mistos de aves. Além de ser muito apreciado por seu canto melodioso, o macho costuma imitar as vocalizações de uma grande variedade de espécies, como gaviões, papagaios, tucanos e gralhas. É encontrado na Amazônia brasileira, a leste dos rios Negro e Madeira, no Nordeste (excetuando-se a área da caatinga), e em direção sul até o Rio Grande do Sul. Encontrado também nas Guianas, Venezuela, Paraguai e Argentina. Salienta-se entretanto, que é uma ave silvestre, não facilmente encontrada de forma legal, para comercialização. Não compre ave não legalizada é ruim para a natureza e é crime ambiental, fique ligado. Abaixo um belo vídeo deste lindo exemplar de nossa fauna.