quarta-feira, 9 de julho de 2014

Os Glofish: Peixes modificados geneticamente.

Há quem ame, há quem odeie, mas a grande verdade é que nunca um animal de estimação causou tanta polêmica como "GloFish", peixe modificado geneticamente para apresentarem cores bem diferentes dos originais, e que vem inquietando cientistas e ecologistas, que são contra a alteração de uma espécie por motivos puramente econômicos. O "Glofish" foi concebido por um grupo de cientistas da Universidade de Cingapura como um mecanismo para advertir, através da mudança de cor, a poluição na água. No entanto, alguns empreendedores com poucos escrúpulos não demoraram muito a ver as possibilidade econômicas que este peixe poderia trazer, e apostaram em sua comercialização. Vários órgãos ambientais internacionais são contra a comercialização destes peixes, pois alegam que o gene fluorescente, que procede de uma anêmona marinha, inserido no "Glofish" utiliza por sua vez genes derivados de vírus e bactérias resistentes aos antibióticos. O peixe - que não brilha por si só, mas reflete a luz exterior - pode representar uma novidade no que se refere a animais geneticamente modificados para uso caseiro. No que se refere a animais luminosos, o "GloFish" é precedido por outras iniciativas, como é o caso dos "ratos verdes" criados por cientistas franceses, que injetaram nestes roedores o gene de medusas. No vídeo apresentado averiguamos além dos já conhecidos paulistinhas modificados, os tetra pretos, mas afinal, qual sua opinião sobre tais peixes? Acha bonito? É contra a modificação genética para somente embelezar o aquário? Qual sua opinião?